segunda-feira, 22 de outubro de 2007

cantinela

RODA COTIA. A tua vida e a minha. Unidas na roda da vida. DE NOITE E DE DIA. Todos os dias. Até que o tempo pare. Até que a música acabe. O GALO CANTOU. O dia amanheceu. O sonho acabou. O vento soprou. A música parou E A CASA CAIU.

Um comentário:

Adriéllen disse...

Corre, cotia
De noite e de dia
Debaixo da cama
De sua tia
Corre, cipó
Na casa
Da vó
Lencinho branco
Caiu no chão
Moça bonita
Do meu coração


Sensação enorme de nostalgia, mais uma vez!

Gostei mesmo!