terça-feira, 16 de outubro de 2007

(do)ação

O dicionário diz que significa aceitação. Diz, também, que significa legalização e escolha. Definição fria. Meramente formal. Mas não existem formalidades no amor. E, também, não existem escolhas. O destino bate, o amor nasce, a responsabilidade cresce. Saint-Exupéry disse, sabiamente, que nos tornamos eternamente responsáveis pelo que cativamos. Então, não precisa legalização, o amor é legítimo, por natureza. Muitos, talvez, não entendam. Acham que é fruto de caridade, que somos almas bondosas. Mas não, eu digo que não. Somos, sim, pessoas verdadeiramente egoístas. Porque só nós compreendemos a felicidade, a alegria e a emoção que existe no sorriso de uma criança. Mudar uma vida está em nossas mãos. Este é o verdadeiro significado da palavra “adoção”.

3 comentários:

Adriellen disse...

Lindíssimo!

Adoção...
Doação...

Caramba Guta, as vezes (para não dizer sempre) você me deixa sem palavras!

Gabi disse...

É... também não sei o que dizer... Ô mulher inspirada, sô!
Beijos!

C. S. disse...

É..
Perfeito!

Exatamente oq conversamos.
Vc sabe q nesse assunto dividimos a msm opinião. E eu adorei o jeito q vc a expôs!!

Beijo!!