segunda-feira, 22 de outubro de 2007

caixinha de música

Queria possuir-te. Ter a certeza de que será minha, para sempre, sempre que eu quiser. Queria abrir a caixinha de música e ver você, bailarina-escrava dos meus desejos. Dança menina, dança! Quero ver o balé clássico da posse. Egoísmo, puro egoísmo. O amor, meu bem, é egoísta. Quero te ver dançar. Dança menina, dança! A música suave embala o amor. Tiro-te para dançar, liberto-te da prisão-caixinha. Dançamos uma longa valsa. “Pas de deux” de sonho. Libertei a bailarina em troca de uma valsa. A valsa acabou. Dança menina, dança! Tarde demais. Ela se foi.

5 comentários:

Adriellen disse...

"A liberdade é algo maravilhoso, mas não quando o preço que se paga por ela tem de ser a solidão."

(Bertrand Russell)

Pois é...

Guta Brandt disse...

é...
exatamente!

enfim, liberdade, liberdade, liberdade!

não sei o que fazer com tanta!!

tenho sobrando...quer um pouco!? quer comprar? quer emprestado?
estão novas, nem usei...
não sei como usar...
elas não vieram com manual de instruções...

ganhei a liberdade sem pedir...
presente tolo, inútil! já tinha tudo o que queria...não precisava de mais nada...

pois é, mas me deram liberdade...
e agora?

"liberdade concedida não me interessa"
¬¬

Adriéllen disse...

"Quem perde
é quem prega
Quem precisa
é quem nega"


ZD é filosofia de vida!
Sempre algo para tudo!

Não Guta, pegar um pouco de sua liberdade, seria aprisioná-la de certa forma...

Se quiser um pouco da minha, eu vendo! Troco! Aceito cartão de crédito, vale-transporte e ticket refeição!

Guta Brandt disse...

ZD certamente é TUDO!

Zélia, sempre!

mas eu quero voltar pra prisão...não me importo...
gosto de dar satisfação, de contar os meus dias, de ter roteiro pra seguir...

liberdade, sim...mas aquela que não me tira o gosto pela vida...

liberdade demais, é banal...
liberdade demais, deixa sem ações...
liberdade demais, pára a vida...

não quero mais a minha...
está à venda...
e, se me disserem uma boa utilidade para a liberdade encostada num canto qualquer de mim, levam ela de graça...

"tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"

(e o principezinho cativou a flor...e, desde então, a flor foi única no mundo para o principezinho...e, o principezinho, único no mundo para a flor)

somos posses, precisamos de posses...
muito mais do que de liberdade...

Adriéllen disse...

Eu também quero prisão, com tudo que ela oferece como direito...

Refeições... cama, mesa e banho...

Liberdade demais acaba envenenando... vemos o quanto somos dependentes... e no meu caso, o quanto fui incapaz em outros tempos.

Isso está me deprimindo!
:D