terça-feira, 23 de outubro de 2007

ano que vem

O mundo é vasto. São tantos os caminhos, não é mesmo? Muitas vezes, não sabemos por qual seguir. Como eu, agora. Só sei que ando. Ando pelo mundo, perdida em momentos únicos. Momentos que não voltarão, jamais. O mundo é grande, não é? Temos tanto a conhecer. São tantos os projetos. São tantos os lugares. O caminho é longo, não é mesmo? Andarei sempre para frente. Seguindo o caminho, acumulando memórias. Ano que vem me mudo. Ano que vem me reformo. Ano que vem continuo. Agora vou sentar e esperar a vida passar, o sonho acabar, as lembranças serenarem. Ano que vem me levanto e continuo a caminhada. Mas, só no ano que vem.

Um comentário:

Adriellen disse...

Deixa o melhor pra amanhã... enquanto o hoje cura a dorzinha de ontem!

Força, Guta!
E ande "pra frente"...
Sempre!

(Rima involuntária)