quarta-feira, 5 de setembro de 2007

comigo mesma

Nunca tinha parado pra pensar no tamanho da cidade. Hoje vaguei pelo centro, lembrei de mim, procurei a infância. Busquei as marcas do passado, do mais distante de mim. Daquilo tudo que não me lembro, que a memória dos fatos recentes apagou. Hoje andei por mim. Pelas minhas ruas, pelas minhas calçadas. Marquei encontro comigo mesma, tomei sorvete sentada comigo na praça. Foi bom, muito bom o encontro comigo. Eu, comigo mesma, sem ninguém pelo caminho. Uma conversa franca, de amigas antigas, de longa data e que há muito não se viam. Sentei comigo no meio-fio, olhei as árvores, os carros o movimento e o ritmo da cidade de mim. Namorei comigo, fiz de mim a minha eterna namorada.

2 comentários:

Cibele Jordão disse...

Já disse que amei naquele dia que li né!!! Muito bom mesmo...
Você sempre me surpreende com suas palavras...

Bjo grande moça!

Gabi disse...

É bom quando conseguimos nos encontrar um pouquinho, né...

Beijos!