sábado, 16 de fevereiro de 2008

assuma-se

Vem cá, mostra a sua cara. É fácil ser o que somos, na teoria. Monstros, doentes num mundo sadio. Carregue esse fardo. Você consegue, sua doente? Doença rara, contagiosa e contagiante. Sofremos desse mal. Todos sofrem. A diferença, o que nos separa em pólos diametralmente opostos, é a nossa coragem. Eu mostro a minha cara. Sou doente. Doente de tanta felicidade. Sofro de um orgulho sem tamanho. E de uma coragem maior ainda. Vem cá, mostre a sua cara. Você agüenta a bofetada do mundo?

Um comentário:

sptdb disse...

Eu aguento ... bate de um lado que ofere�o o outro ..



Sua doente! rs.

Se bem que eu prefiro outra coisa sem ser bofetada... parecida a palavra... hahaha...


Bjs gata :*