segunda-feira, 6 de outubro de 2008

misteriosamente viva

Olho as pessoas, observo o mundo. Um dia, me falaram que Deus nos deu dois ouvidos e, apenas, uma boca para que nós pudéssemos falar menos e ouvir mais. Eu, como boa falante, sempre contestei essa afirmação dizendo que ele nos deu uma boca grande, todavia. E que, então, ela equivale ao nossos dois ouvidos, pequenos orifícios. No entanto, intimamente e com uma ingenuidade infante de quem acredita ter descoberto o mundo sozinha, eu sempre contestei a mim mesma: a boca só é grande para que possamos comer. E, se o alimento é o que nos mantém vivos, o tamanho da nossa boca é proporcional à nossa vontade de viver. Pois bem, voltando. Tenho observado muito o mundo, o que me permite, finalmente, compreender o que dizem sobre os ouvidos, a boca e, também, confirmar o que, internamente penso sobre essa gana de viver (e de comer). Aqui, somente escuto, vejo e como. Falar, não falo. Começo, então, a acreditar que não temos uma boca. Mas, sim, duas mãos para falar. Mãos que estão a serviço da palavra. Aqui, minhas mãos vivem escravas das impressões dos meus ouvidos e olhos. Expressões transformadas em símbolos, traduzidas em palavras. Observadora de um mundo que me expulsa e, também, me acolhe. Não o compreendo. Apenas o escuto, enxergo e, gloriosamente viva, o mastigo. Tamanha é a minha ânsia de viver.

5 comentários:

Livia Queiroz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Livia Queiroz disse...

Belíssimo raciocício...

Como é bom falar com as mãos, através da palavra!

A boca? Come né? Ah, e continuamos vivos! hehe

adoreiiii

Giovanna Cóppola disse...

Eu odeio não ter o que dizer sobre seus textos, mas esse é mais um que me tira as palavras e os sentidos. Só digo uma coisa: mastiga o mundo que ele é seu! Beijão!!

Sil disse...

É delicioso ler teus textos. Tem lógica mas não é puramente racional, vem recheado de sentimento, de emoção e de intensidade (como não poderia deixar de ser...). Falando desse, especificamente, acho ótimo tu poder exercitar teus outros sentidos!beijomeu
sil

doloridocolorido disse...

Só digo uma coisa: mastiga o mundo que ele é seu!²