sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

invasão

Tornado de sonhos, sentidos, sensações. Ele vem de longe e, agora, está tão perto, tão próximo. O vento agarra os meus cabelos, envolve o meu corpo, invade a minha alma. Perigo iminente, visível, real. Tento me segurar, me proteger do vento que quer me retirar daqui. O vento, forte, devastador é, ao mesmo tempo, tão doce, tão seguro, tão familiar. Difícil resistir às forças da natureza. À natureza dos sentidos que me invadem junto com o vento. Deixarei ele entrar, penetrar a carne, bagunçar os sentidos e, por fim, me tirar a razão.

5 comentários:

Jesica disse...

A pretensão vai além da de "bagunçar os sentidos". É a de organizar o coração, pra te fazer sorrir e ver como é bom um amor em paz.

Vem comigo, sem medo de ser feliz.

Jé.

Adriéllen disse...

De volta ao meu blog diário! :)
Este post é animador... depois de uma série de outros mais tristonhos que conheci!

Vá em frente...
Vejo que não querem só bagunçar os sentidos!

Beijo!

Guta Brandt disse...

estava com saudades de vc por aqui!!
sabe que é sempre bem-vinda!
Beijos Adri

Adriéllen disse...

Nada como voltar aos velhos vícios!

\o/

Gabi disse...

"Deixe o vento te seduzir.... deixe um novo sonho te invadir..."

Acho que resume, né....

Beijos, flor!!